Servidor do Museu participa de uma maratona criativa internacional

Publicado em 26 Out 17


Evento será sediado simultaneamente em oito países

 

Jacqueline Batista - jornalista

 

 

O programador visual Victor Sarmento, do Museu Théo Brandão (MTB), foi um dos selecionados para participar do Museomix, uma maratona criativa internacional, voltada para ações em museus, com o objetivo de construir um espaço conectado e participativo. O evento vai acontecer em Belo Horizonte, entre os dias 10 e 12 de novembro.


A proposta do Museomix é unir ideias criativas e ferramentas tecnológicas, como impressoras 3D, máquinas de corte a laser e computadores. Protótipos inovadores de mediação entre acervos e visitantes serão criados e construídos.

 

No total, sete equipes de museomixers (é como são chamados os participantes pelos organizadores) desenvolverão suas ideias, tendo disponível uma estrutura tecnológica. Durante os três dias do evento, os participantes dos projetos realizam suas criações. Ao final, os protótipos serão disponibilizados em alguns museus, onde poderão ser testados pelos visitantes.


Victor, que tem graduação em Publicidade e Propaganda, especialização em Gestão da Comunicação Organizacional e mestrado em Design, fará parte de uma equipe de pessoas com habilidades distintas (mediação e usos, comunicação, fabricação, programação, design gráfico e especialista em conteúdo).


O servidor da Ufal ficará responsável pela habilidade comunicação, que envolve escrita, jornalismo, gestão de redes sociais, blogs, vídeomaker, entre outros. Victor acredita que a sua participação no evento será uma grande oportunidade de adquirir mais experiência profissional. “A minha expectativa é ter contato com novas tecnologias que proporcionam uma melhor experiência de visitação de usuários a museus, além de compartilhar e aprender com pessoas de diversas áreas. Será uma oportunidade também de ter contato com pessoas de vários países do mundo e acompanhar a produção dos outros. Veremos o resultado dos trabalhos das equipes dos países participantes”, disse Victor, entusiasmado com a nova experiência.


No Brasil, o Museomix vai acontecer no Circuito Liberdade, um importante corredor cultural brasileiro. Localizado em uma área histórica de Belo Horizonte, é composto por 15 instituições, dentre museus e centros de cultura.


No Circuito Liberdade, o evento será concentrado no edifício Rainha da Sucata. O prédio, em estilo pós-moderno, foi inaugurado em 1991, na Praça da Liberdade. O conjunto de materiais utilizados na fachada e laterais o levou a ficar popularmente conhecido pelo nome de Rainha da Sucata.


O Museomix teve origem na França, no ano de 2011. Em 2017, o evento acontecerá em oito países e 13 cidades. É a primeira vez que o projeto será realizado no Brasil. Neste ano, o evento também vai acontecer na Suíça, França, Áustria, Bélgica, Itália, Espanha e México. Para mais informações, acesse http://www.museomix.org/pt-br/

 





Esse artigo foi lido 294 vezes!




Siga-nos no Facebook




Leia Também


Baque Alagoano e espetáculo de dança no MTB



CineClube Théo e CineClube Curtos Circuitos exibem “Joana Gajuru: de guerreira a rainha”



Mostra de dança é iniciada no Museu Théo Brandão