Educação escolar é tema do Abril Indígena

Publicado em 21 Abr 17


Evento será realizado no Museu Théo Brandão

 

Jacqueline Batista – jornalista 

 

O Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore (MTB) vai realizar o Abril Indígena, na próxima quinta-feira (27), das 8h às 17h. A programação terá mesas-redondas e exibição de documentário etnográfico. O evento, que está em sua sétima edição, é aberto ao público.

 

De acordo com o professor Evaldo Mendes, um dos organizadores do Abril Indígena, a programação deste ano vai enfatizar o debate sobre a educação escolar indígena em Alagoas. “O objetivo principal é iniciar uma reflexão sobre a escola indígena a partir da experiência concreta de seus professores. Nesse aspecto, o 'Abril Indígena' oferecerá também uma oportunidade para o debate sobre o papel da escola e as perspectivas atuais e futuras da educação escolar indígena em Alagoas", explicou. 

 

Entre 8h e 11h, vai acontecer a mesa-redonda Professores indígenas em Alagoas: relatos de experiências, desafios e perspectivas, com a participação dos professores indígenas Xukuru-Kariri Cássio Junio Ferreira da Silva e Gecinaldo Soares Queiroz; e os professores indígenas Wassu-Cocal Evandro Lima e Simone Maria dos Santos.

 

A mesa-redonda Reflexões sobre a educação escolar indígena em Alagoas será realizada entre 13h e 15h, com as mestrandas em Antropologia Social Aldjane de Oliveira (UFPE) e Jéssika Danielle dos Santos Pereira (Ufal), a estudante de Direito Viviane Wanderley, e o doutor em História pela UFPE, Gilberto Geraldo Ferreira.

 

Às 16h, tem início a exibição do documentário Educação na Amazônia: o saber indígena. Dirigido por Jorge Mansur, o curta-metragem descreve as experiências de professores indígenas na escola dos índios Tembés, no estado do Pará.

 

O evento tem apoio do Instituto de Ciências Sociais (ICS), do Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (PPGAS) e do Grupo de Pesquisa em Etnologia Indígena. A comissão organizadora é formada pelo professor Evaldo Mendes da Silva e os alunos do PPGAS Jéssika Danielle dos Santos Pereira e Ítalo Dennis de Oliveira.





Esse artigo foi lido 29 vezes!




Siga-nos no Facebook




Leia Também


Bloco “Filhinhos da Mamãe” homenageia Nise da Silveira



Museu Théo Brandão marca presença na 8ª Bienal do Livro



Museu Théo Brandão realiza oficina de toques de berimbau