Fórum Zumba, Théo, Djavan e você apresenta filme, oficina e palestras

Publicado em 22 Ago 16


Jacqueline Batista e Simoneide Araújo – jornalistas 

 

Neste mês de setembro, o "Fórum Zumba, Théo, Djavan e você" vai apresentar três palestras inseridas no tema central Identidades religiosas afro-indígenas alagoanas.  O evento vai acontecer no dia 28, a partir das 17h30, no centro religioso Ilê Nifé Omi Omo Posú Betá. No dia 29, o cineclube Elegbá exibe o curta-metragem Relicários de Zumba, a partir das 18h, no auditório do Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore (MTB).

 

A palestra "Ancentrais religiosos" será apresentada pela religiosa Iabinan Miriam Araújo, do Ilê Nifé Omi Omo Posú Betá. O professor Siloé Amorim, do Instituto de Ciências Sociais, da Ufal (ICS/Ufal) vai proferir a palestra intitulada Narrativas etnográficas sobre [a jurema] conflitos cósmicos, rituais, arranjos e práticas no Alto Sertão Alagoano. Já A umbanda e seus conceitos será apresentada por José Fernandes Castela (pai Fernandes), do Centro Afro Umbandista Cosme e Damião.

 

O curta-metragem Relicários de Zumba, da cineasta alagoana Vera Rocha Oliveira, foi premiado com o 3º Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas. O filme, lançado em 2014, revela o legado artístico do mestre José Zumba.  

 

Os eventos do Fórum Zumba, Théo, Djavan e você fazem parte da agenda mensal do MTB, com palestras, apresentações artísticas, exibição de filmes no final do mês e grupo de estudos com periodicidade quinzenal, em dias de terça-feira, às 10h. A programação é aberta ao público. Mais informações pelos telefones 3214-1716/1710/1715.

 

Fórum Mestre Zumba traz a Maceió professora e coreógrafa do Paraná

 

A professora e coreógrafa Rosemeri Rocha, coordenadora do grupo de pesquisa Processos de Criação e Produção de Dança da Universidade Estadual do Paraná, estará em Maceió para participar de dois eventos.

Ela fará apresentação solo O corpo e o processo investigativo na abertura do Fórum Mestre Zumba. Será no próximo dia 28, às 18h, no Terreiro de Mãe Mirian, Ilê Nifé Omi Omo Posú Betá.

 

Já no dia 3 de outubro, a professora vai ministrar a oficina Mapa de criação: o corpo e os processos investigativos, no Espaço Cultural da Universidade Federal de Alagoas, na sala 15. As inscrições estão abertas e podem ser feitas na Escola Técnica de Artes (ETA), mas as vagas são limitadas.

 

O evento é destinado a pessoas interessadas em conhecer e perceber o corpo humano e desenvolver processos criativos na dança, no teatro, na música e várias outras artes. Rosemeri Rocha é doutora em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia, professora e pesquisadora da Faculdade de Artes do Paraná (FAP), coordenadora do projeto de extensão UM - Núcleo de pesquisa artística em Dança da FAP e artista propositora do Batton - organização em Dança.

 

Na oficina, ela vai destacar o estudo da anatomia e da fisiologia como ponto de partida para investigar as possibilidades de movimento do corpo.





Esse artigo foi lido 108 vezes!




Siga-nos no Facebook




Leia Também


Cineclube Elegbá exibe Moonlight nesta quinta (25)



MTB exibe documentário que retrata movimento feminista



Filhinhos da Mamãe vai às ruas nesta sexta com atrações variadas para foliões