Museu Théo Brandão recebe gestores da Proex

Publicado em 10 Mar 20


Jacqueline Batista - jornalista

 

Na manhã desta segunda (9), o Museu Théo Brandão (MTB) recebeu o pró-reitor de Extensão Clayton Santos e os coordenadores de área, os professores Sérgio Onofre e Cezar Nonato. Após visitarem as salas de exposição e de acervos, os gestores se reuniram com a equipe do MTB.

 

O diretor do Museu, Victor Sarmento, apresentou as atividades realizadas em 2019, ano em que houve um aumento de 43% na visitação. Ele também explicou as parcerias existentes e as necessidades atuais do MTB, como o aumento de servidores e bolsistas. “O Théo Brandão é um museu vivo e em tudo que fazemos, pensamos na comunicação com a sociedade”, disse Victor.

 

Servidores do MTB mostraram algumas das carências dos setores. Foram discutidas possíveis parcerias e cooperações para melhor realização de demandas especializadas. Apesar das dificuldades orçamentárias atuais, os gestores se mostraram otimistas. “Mesmo que a gente tenha problemas graves, temos capacidade técnica”, disse Sérgio Onofre.

 

O pró-reitor de Extensão salientou que a falta de recursos não pode ser motivo para intimidação. “As dificuldades não servem como desestímulo, mas como estímulo para realizarmos. Temos imensa disposição para o trabalho e vontade de fazer. Pensamos em estratégias para captar recursos. Iremos trabalhar em bloco de prioridade. Temos que definir o que é emergencial. Queremos deixar, ao final de quatro anos, um legado melhor para a universidade. Estamos confiantes que vamos avançar aqui também”, afirmou Clayton Santos.





Esse artigo foi lido 129 vezes!




Siga-nos no Facebook




Leia Também


Cineclube Elegbá exibe o filme coletivo “Crianças Invisíveis”



Novembro tem cultura afro-brasileira na programação especial do MTB



Servidores e bolsistas do MTB têm trabalhos aprovados em congresso